Siga nas redes sociais

Search
Foto: divulgação.

Via adquire logtech para acelerar fulfillment e fullcommerce

Em mais um movimento da sua estratégia de aceleração digital, a Via acaba de concluir a aquisição da logtech CNT.

A transação permite à empresa, dona das marcas Casas Bahia, Ponto, Extra.com.br e AsapLog, evoluir o projeto de implantação do fulfillment, além de entrar no segmento de fullcommerce.

A empresa também espera acelerar a inclusão desses novos serviços logísticos apostando no formato multimarketplaces para seus parceiros e destravar oportunidades para atrair novos clientes, agregando valor para seu ecossistema omnicanal formado por mais de 1.100 lojas e 28 Centros de Distribuição, de forma 100% integrada.

A aquisição também possibilitará uma rápida e consistente melhora no nível de serviços aos clientes e parceiros de negócios no que diz respeito à experiência de compra, velocidade de entrega e custo do transporte de produtos, contribuindo para o aumento do NPS (Net Promoter Score), elevando o LTV (Life Time Value) e reduzindo o CAC (Customer Acquisition Cost).

“A Via acredita em somar talentos e experiências para alavancar o seu negócio. Essa transação nos permitirá implantar não apenas o nosso fulfillment, bem como expandir o portfólio de produtos e serviços para os parceiros do nosso ecossistema de forma agnóstica”, destaca Helisson Lemos, vice-presidente de marketplace e inovação da Via. 

No ano passado, o Via Marketplace, um dos maiores do país, atingiu 110 mil sellers na plataforma, colocando a companhia em posição de disputar a liderança no Brasil.

A empresa afirma que o marketplace será turbinado pela oferta de serviços de crédito e soluções financeiras exclusivos, o que retroalimenta seu ecossistema, contribui para gerar maior recorrência e fideliza clientes.

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Empresa divulga nova marca e quer dobrar faturamento

Raphael Souza Jungheinrich Brasil

Indústria 4.0: a evolução do setor na intralogística

Monica-Ferreira

Como driblar a escassez de mão de obra em TI?  

Receba notícias no seu e-mail