Siga nas redes sociais

Foto: divulgação.

Como o recrutamento às cegas pode aumentar a diversidade em empresas

Em um mundo ideal, conseguir uma vaga de emprego se baseia apenas nas capacidades técnicas do candidato, sem influências de onde estudou, trabalhou ou nem mesmo do gênero. Uma forma de assegurar essa imparcialidade é por meio do chamado currículo anônimo. 

Esse formato segue o modelo tradicional na sua estrutura. A diferença é que não é revelado o nome, foto, idade e nem o bairro onde a pessoa candidata mora. Ou seja, as informações pessoais são excluídas para evitar qualquer tipo de discriminação.

Para entender mais dessa tendência, o Economia SP Drops conversou com Cammila Yochabell, CEO e fundadora da Jobecam, que atua com recrutamento, seleção e diversidade e inclusão por meio da tecnologia de vídeo e entrevistas às cegas. Confira abaixo:

O que é currículo anônimo? Como funciona essa seleção?

Cammila: Currículo anônimo segue a estrutura dos currículos tradicionais, mas algumas informações como nome, foto, idade e o bairro onde a pessoa candidata mora são inibidos. Com a novidade, quem recruta terá acesso aos dados básicos do talento como: profissão, idiomas falados, experiências profissionais (sem mencionar a empresa, apenas o seu segmento), histórico acadêmico (sem mencionar a instituição de ensino) e habilidades. No lugar da foto, a Jobecam insere avatares para identificar os talentos. A seleção prioriza as habilidades técnicas requeridas pela empresa contratante. Ou seja, dentro da plataforma, o recrutador encontrará no currículo anônimo informações relevantes e ainda pode escolher os currículos por meio dos filtros sugerindo as competências, características profissionais e requisitos prioritários que a empresa almeja encontrar naquele talento. 

Por que aplicar esse método de seleção?

Cammila: Porque o método ajuda a eliminar os vieses inconscientes no ato da seleção. Interpretações prévias sobre o indivíduo quando é informado gênero, raça, cor, etnia, orientação sexual, entre outras características. Por exemplo, evitamos percepções com relação a localização de pessoas que moram em locais afastados e têm mais chances de não serem descartadas por esse motivo, além da faculdade que cursou. 

Como o currículo anônimo é uma forma de trabalhar com diversidade e inclusão nas empresas?

Cammila: Quando buscamos eliminar esses vieses inconscientes, temos uma seleção mais justa, diversa e inclusiva pois conseguimos selecionar mais pessoas que antes poderiam ser barradas logo no início por essas questões que mencionei anteriormente. Com o currículo anônimo, a competência profissional é a grande característica que é facilmente revelada e que em todo processo deveria ser o principal crivo na seleção. 

Quais os benefícios em uma equipe diversificada e inclusiva?

Cammila: Uma equipe mais diversa e inclusiva traz muitos benefícios para a empresa e seus colaboradores. Primeiro, gera maior bem-estar e reconhecimento entre essas pessoas que antes eram excluídas por características físicas e socioeconômicas, quando elas identificam um ambiente múltiplo e com diferentes perfis de profissionais e indivíduos, há uma maior conexão e até mesmo um ambiente mais criativo com ideias diferentes no mesmo espaço, o que gera mais receita e mais reconhecimento de mercado. Além disso, são criadas novas redes de relacionamento que podem ser usadas para atrair talentos, construir relações comerciais e vender produtos. Outro ponto importante, a diversidade atrai a inovação: uma força de trabalho diversificada também aumenta o potencial para ajudar uma empresa a superar a concorrência. 

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Por que soluções Low Code e No Code podem ser as ferramentas profissionais do futuro

Como essa startup está transformando a segurança digital de exames nacionais

Como as vendas indiretas podem impactar empresas em busca de expansão

Receba notícias no seu e-mail