Siga nas redes sociais

Search
Foto: divulgação.

Plataforma ajuda empreendedoras na gestão financeira e quer chegar a 10 mil clientes

Uma startup feita por e para mulheres. A proposta da HerMoney é ajudar outras empreendedoras a controlarem suas gestões financeiras. A plataforma permite que isso seja feito apenas com a câmera do celular, gerando automaticamente informações relevantes que ficam disponíveis online, além de possuir inteligência de dados para o envio de pushs de insights, metas e lembretes.

O Economia SP Drops conversou com a fundadora e CEO da empresa, Andrezza Rodrigues, para saber como ela tem ajudado mulheres no controle das finanças de seus negócios. Confira abaixo:

Qual foi o insight para criar o negócio?

Andrezza: A HerMoney surgiu do cruzamento das minhas experiências como usuária de serviços tecnológicos de gestão financeira e das queixas do mau relacionamento com o dinheiro que ouvi de muitas mulheres em meu ciclo social. Até que, no final de 2019, ao buscar e não encontrar empresas que tivessem esse foco, finanças e equidade de gênero, o insight veio. Analisei que mesmo com a evolução tecnológica de muitos desses serviços, a entrega do produto ainda era a mesma. Percebi com base em vários estudos que o mercado empreendedor feminino está em crescimento acelerado trazendo junto necessidades muito específicas, e que por isso, ao se deparar com esses produtos se sentem sub atendidas. Para confirmar essas dores conversei pessoalmente com mais de 60 mulheres e absolutamente todas se posicionaram insatisfeitas com a sua rotina empreendedora, com as ferramentas que conheciam até o momento. Quando eu falava de como a HerMoney seria, diziam que pagariam imediatamente por essa solução. Foi com base na escuta dessas dores e no comportamento do mercado que fizemos a plataforma. Na HerMoney, através de um alto nível de automação e inteligência de dados, as empreendedoras conseguem dominar as suas finanças investindo muito pouco do seu tempo nisso e portanto podendo focar mais em suas empresas, família e em si mesmas.

Qual o papel e diferenciais da HerMoney?  

Andrezza: A HerMoney é mais que uma assistente financeira, é uma ferramenta de protagonismo feminino. Nós temos dados e avaliamos que quando as mulheres passam a utilizar a plataforma para gerenciar o dinheiro das suas empresas, elas começam a enxergar nos relatórios o reflexo da capacidade produtiva delas. Com isso, elas começam a tomar decisões por conta própria. Inclusive, vários estudos comprovam que as mulheres têm mais receio de lidar com o dinheiro, de pegar um crédito, têm medo de fazer uma grande compra de estoque e, quando elas entram na HerMoney, assumem a posição de protagonista. A gente acredita, fundamentado em dados de comportamento que acompanhamos dentro do nosso sistema, do nosso banco de dados, que é isso, uma ferramenta que foi criada para ser um assistente financeiro, o braço direito, a pessoa que a mulher mais confia, porque quando a mulher tem apoio, ela de fato começa a evoluir.

Quantas mulheres já atenderam e o que isso representa para elas? Quais os benefícios?

Andrezza: Mais de 2 mil empresas lideradas por mulheres foram atendidas. Com a HerMoney elas passaram a ver seus resultados financeiros, através do fluxo de caixa, por exemplo, passaram a tomar decisões baseadas nesses números  e não mais em achismo. O que faz com que suas empresas cresçam e tenham acesso a produtos financeiros como um empréstimo bancário.

Como funciona a plataforma HerMoney?  

Andrezza: A plataforma usa a câmera do celular para digitalizar e automatizar os dados de documentos em papel, como notas fiscais, extratos, contas e despesas. Para isso, é preciso integrar a conta de WhatsApp da empresa com a plataforma, que após receber os dados envia notificações com insights, metas e lembretes do fluxo financeiro. A ideia é ser uma ferramenta de uso simples e universal, para mulheres ocupadas tanto com o trabalho quanto com o cotidiano.

Quais são as metas para este ano? 

Andrezza: Dobrar o tamanho do time para que ele possa ter estrutura para acompanhar o crescimento da base de clientes. Nosso objetivo este ano é chegar a 10 mil clientes na plataforma. É isso que posso abrir do meu plano de negócios. 

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Empresa divulga nova marca e quer dobrar faturamento

nordvpn

O que acontece com os dados na web depois que alguém morre?

Monica-Ferreira

Como driblar a escassez de mão de obra em TI?  

Receba notícias no seu e-mail