Siga nas redes sociais

Search

InstaCasa recebe aporte de R$ 15 milhões 

Foto: divulgação.
Foto: divulgação.

A InstaCasa, proptech de São Paulo que criou uma solução que disponibiliza projetos arquitetônicos para corretores de loteamentos de todo o Brasil apresentarem aos clientes, acaba de receber um aporte de R$ 15 milhões, liderado pela G5 Partners e acompanhado pela Terracotta Ventures e a Gerdau Next Ventures

A empresa desenvolveu uma plataforma que é capaz de interpretar as características físicas de cada lote de um empreendimento, como dimensões e declividades, e cruzá-las com restrições legais de ocupação como zoneamento e regulamento construtivo, com o objetivo de auxiliar a força de vendas do empreendimento a apresentar ao comprador todo o potencial do que pode ser construído em cada lote.

A experiência ainda é complementada por tecnologias de realidade aumentada e virtual aplicadas a centenas de projetos compatíveis com cada lote individualmente.

Como próximo passo, a iniciativa busca agora a conexão dos projetos ao financiamento à construção para revolucionar a experiência de compra de um lote nos empreendimentos em que atua.

Para o CEO da empresa, Mauricio F. Carrer, o objetivo desta rodada é escalar a operação e inovar na experiência de imersão da casa tanto do corretor quanto do comprador no momento da aquisição do lote, bem como desenvolver novas ferramentas que tornem a jornada até a casa pronta mais ágil e eficiente.

“Queremos transformar a forma como as pessoas adquirem lotes, que é um meio, um insumo para o objetivo final que é a casa que a pessoa sonha em construir ali”, explica.

De acordo com o empresário, ainda miram resolver uma demanda crescente no mercado de loteamentos.

“O financiamento para a construção da casa é uma dor latente de quem adquire um lote. Hoje esta pessoa possui poucas opções, principalmente pelo risco que o sistema bancário enxerga atrelado às garantias do que será construído. Com a InstaCasa, temos a oportunidade de resolver este problema, fornecendo opções de financiamento à construção de forma estrutural nos empreendimentos em que atuamos. O loteador também se beneficia deste produto, pois recebe a quitação do lote e ainda acelera a ocupação do seu empreendimento com qualidade”, complementa.

No ano passado, a empresa transacionou, em empreendimentos que possuem sua operação, cerca de R$ 300 milhões em VGV (Valor Geral de Vendas).

Após o investimento, a expectativa é de transacionar mais de R$ 900 milhões neste ano e alcançar mais de R$ 3 bilhões em VGV, no próximo.

Compartilhe

Leia também

Receba notícias no seu e-mail