Empresas firmam parceria para criar produto com cannabis e ajudar no tratamento de glaucoma

A Ease Labs, indústria farmacêutica especializada em cannabis, e a Fundação Ezequiel Dias (Funed), instituição pública de Minas Gerais que trabalha há mais de um século buscando soluções para o fortalecimento do SUS, se unem em uma parceria inédita em prol da saúde pública.

Ambas firmaram um acordo para desenvolver um novo produto para o mercado: um colírio à base de canabinoides com potencial para tratar o glaucoma.

PROBLEMA AFETA 2% DOS BRASILEIROS

Estudos mostram que a cannabis medicinal consegue reduzir a pressão intraocular, as dores intensas nos olhos e a vermelhidão causadas pela doença, que eleva a pressão dos olhos e compromete a visão.

É a segunda maior causa de cegueira no mundo, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

No Brasil, cerca de 2% da população são portadores da doença que, por ser crônica, não tem cura, mas pode ser controlada por meio de tratamento.

COMO VAI FUNCIONAR

Pelo acordo firmado, a Ease Labs contribuirá com a disponibilização dos insumos ativos para a pesquisa e com conhecimentos técnicos relacionados à cannabis e às metodologias analíticas para viabilização do desenvolvimento do produto.

“Temos conhecimento técnico em relação à produção e ao desenvolvimento farmacêutico de medicamentos à base de cannabis medicinais e fontes naturais. Estamos satisfeitos em compartilhar esse conhecimento com uma instituição pública de renome como a Funed”, afirma o CEO da Ease Labs, Gustavo de Lima Palhares.

Segundo a diretora de Pesquisa e Desenvolvimento da Funed e coordenadora do acordo, Sílvia Ligório Fialho, o glaucoma é uma neuropatia que afeta mais de 60 milhões de pessoas no mundo e, por mais que existam diferentes tratamentos, a maioria causa efeitos adversos, possui alto custo e precisa de uso contínuo:

“Há uma busca por tratamentos com menos efeitos colaterais e que tenham maior adesão. Sabemos que já existem alguns trabalhos sendo feitos com derivados da cannabis para tratar o glaucoma e, por isso, temos boas expectativas”.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais