Como essa empresa de vinhos veganos está mudando o propósito do setor no Brasil

O vinho está caindo no gosto dos brasileiros. No ano passado, o consumo da bebida chegou ao maior nível já registrado, chegando a 501 milhões de litros consumidos. Em média, isso representa cerca de 2,78 litros de vinho per capita, um aumento de 30% em relação a 2020. Segundo pesquisa das empresas Statista, Euromonitor e Nielsen, esse crescimento colocou o Brasil como o segundo país de maior consumo de vinho na América Latina.

Porém, a relação do brasileiro com o vinho ainda precisa evoluir. Essa é a visão de especialistas, como Lívia Marques, CEO da Veroni Wine. Em fevereiro deste ano, a startup de vinhos veganos levantou mais de R$ 2 milhões e vendeu mais de 25 mil garrafas no primeiro ano de atividade. Para saber mais dessa nova proposta, das tendências do setor e da marca, confira o Economia SP Drops:

Como surgiu a ideia de fazer um vinho vegano?

Lívia: Veroni é uma marca de vinhos refrescantes que nasceu em 2019 para ser uma marca disruptiva, descomplicada, de qualidade e acessível. Buscamos ressignificar o consumo do vinho e torná-lo uma bebida jovem e fácil de beber. Acreditamos na nossa marca e na cultura de inovação, mostrando que o vinho combina com cada instante da vida. Tudo isso alinhado aos propósitos de sustentabilidade e igualdade de gênero, pautas presentes no DNA da empresa e que estão intrínsecos a busca pela mudança no setor de bebidas.

Quais os outros diferenciais da marca?

Lívia: Assumimos um papel de deixar um mundo menos desigual, com inclusão e valorização do trabalho das mulheres. Por isso, 3/5 da diretoria da Veroni e 70% da operação da empresa é feminina. Somos ESG friendly, olhamos para a cadeia produtiva como um todo. Nos preocupamos com questões de sustentabilidade e com o impacto que nossa empresa gera para o planeta. Por isso, escolhemos nossas ações pautadas nestes pilares: nossos vinhos são veganos, nossos produtos são certificados pelo selo Eu Reciclo e ainda somos parceiros Pólen (1% do faturamento do nosso e-commerce é destinado à ONGs de apoio ao trabalho da mulher ou meio ambiente).

Como esse olhar mais inovador a um segmento mais tradicional colaborou com a alta performance da marca?

Lívia: Acreditamos que a inovação faz a diferença em um mercado formal e tradicional. As marcas de vinho não são ligadas ao marketing, pelo contrário, são extremamente conservadoras com poucas propagandas e com propósitos não muito bem definidos. Por isso, no primeiro ano de operação, apenas com um produto em circulação, a empresa atingiu R$ 1,2 milhão de faturamento. Já no segundo ano de operação, agora com dois produtos em seu portfólio, o faturamento mais que dobrou, atingindo a incrível marca de R$ 2,5 milhões.

Quais os planos para 2022?

Lívia: Além do lançamento de novos produtos, ainda em desenvolvimento, pretendemos ampliar a operação fechando o ano em 11 estados no país, hoje estamos em 8 estados. Iremos fechar o ano em mais de 1.200 pontos de vendas e investiremos em marketing e na divulgação da nossa marca Brasil afora.

O vinho está se tornando mais popular? Como você enxerga o mercado atualmente? O que ainda precisa evoluir? 

Lívia: O vinho tem se tornado uma bebida mais democrática e popular no Brasil, embora o consumo ainda seja muito baixo se comparado a países europeus ou mesmo próximos, como o Chile, que possuem o costume de consumir o produto. O Brasil é popularmente conhecido como o país da cerveja e futebol, e na Veroni pensamos: vamos fazer o Brasil ser também conhecido como o país do vinho. O mercado tem um potencial gigante, muitas pessoas ainda não adquiriram o hábito de consumo para vinhos. Estamos tentando mudar essa realidade para fazer com que mais pessoas conheçam nossa marca e nosso produto e, assim, se tornem apreciadoras de um produto tão incrível.

Leia outras entrevistas do Economia SP Drops clicando aqui.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais