5 dicas para implementar a tecnologia low-code

Nos últimos dois anos, as empresas sentiram a real necessidade de melhorar e rever processos em múltiplos departamentos como RH, financeiro, compras, contratos, entre outros. Mas criar um software ou aplicativo para cada demanda interna é algo demorado e traz um grande investimento em tecnologia.

Por isso, o low-code se tornou uma opção para a melhoria de processos dentro das empresas. Isso porque a tecnologia consegue otimizar fluxos internos e melhorar o workflow entre departamentos a partir da criação de aplicativos de forma prática.

“A implementação de sistemas de automação por meio do low-code melhora o fluxo de trabalho, organiza e agiliza processos diários. Estima-se que até 2024 o low-code representará até 75% dos softwares desenvolvidos, de acordo com a Forrester Research. Além de proporcionar um desenvolvimento acelerado e naturalmente um retorno financeiro”, destaca Rafael Bortolini, head de produtos da Zeev.

Para ajudar na implantação do low-code dentro de uma empresa, ele traz 5 dicas que vão garantir a otimização e uma melhor integração de múltiplos departamentos:

FERRAMENTA PARA OTIMIZAR TRABALHO

O low-code permite que você tenha autonomia para a automatização de processos. Sendo assim, o primeiro passo é obter uma ferramenta low-code que permite que qualquer pessoa consiga criar soluções dentro da sua equipe ou empresa. Essas pessoas serão os desenvolvedores cidadãos (citizen developers), ou seja, pessoas sem conhecimento técnico de programação que poderão automatizar processos em suas áreas.

TRANSFORME COLABORADORES EM CITIZEN DEVELOPERS

Você não precisa contratar citizen developers e, além disso, não precisa onerar o tempo da equipe de tecnologia para a automatização destes processos. Você provavelmente já tem essas pessoas dentro da sua empresa. Ou seja, você precisa transformar seus analistas de negócio em citizen developers. Os analistas de negócio já possuem o conhecimento dos processos organizacionais, eles estão vivendo isso no dia a dia. Deste modo, você precisa dar a eles a ferramenta e os treinamentos necessários para que eles mesmos criem as soluções que vão otimizar a rotina de trabalho da equipe. Lembre-se: quando você junta gente boa com tecnologia low-code, você tem grandes resultados.

COMECE POR UM MPV

Um passo de cada vez. A dica importante que deixo aqui é: comece por um processo, mapeie, automatize e coloque ele para rodar. Após o uso, melhorias serão observadas e você poderá voltar no processo e aplicar as melhorias. Se hoje você leva 2 meses, 6 meses, 1 ano ou até mais tempo do que isso para a automatização, fazendo o MVP você levará muito menos tempo. Com o MVP, você consegue entregar resultados para a empresa, com muito mais velocidade. 

ENGAJE OUTRAS ÁREAS

Assim que você puder, mostre para as outras áreas da empresa os resultados que a sua equipe está tendo com o uso do low-code. Quanto mais áreas da empresa utilizarem a ferramenta, melhor será, pois os departamentos irão se integrar de forma fluída e padronizada. Se você é o primeiro gestor a implementar o low-code, é importante que você cumpra um papel de disseminador da ideia e dos resultados. Além de melhorar a rotina da sua equipe, você pode melhorar a rotina da empresa inteira e eliminar os problemas de comunicação entre os departamentos.

OTIMIZE CONSTANTEMENTE

Seja um pouco melhor a cada dia. A melhoria contínua é um aliado da competitividade da sua empresa.. Então, faça otimizações constantemente. Para isso, é importante medir e avaliar o desempenho dos processos para tomar as melhores decisões. Além disso, aplicar melhorias dentro dos processos estará nas mãos dos Citizen Developers, assim que percebido um ponto a melhorar, é possível fazê-lo sem aguardar em uma fila de backlog para tecnologia, por exemplo.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais