A cultura da inovação nas organizações

Por Márcia Capellari, diretora de negócios para a inovação da Semente Negócios.

As empresas buscam cada vez mais a inovação para se destacarem no mercado. Segundo o IBGE, o Brasil registrou uma queda de 5,3% para 2,5% no Produto Interno Bruto (PIB), revelando um cenário econômico fragilizado. Neste contexto, a inovação surge como um importante diferencial para as companhias.

Ela é capaz de gerar novos produtos, processos e serviços, mas também contribui para diversos objetivos organizacionais, como a melhoria da competitividade, a redução de custos, o aumento da produtividade e a conquista de novos mercados. No entanto, para que a inovação seja efetiva, é necessário que as pessoas saibam interagir e utilizar as ferramentas para lidar com dados que apoiem as organizações para adotar novas posturas frente a cultura de inovação. 

Para potencializar a cultura da inovação nas empresas, sugere-se que as pessoas procurem alinhar seu propósito de vida ao da organização. Sem dúvida as lideranças são elementos-chave para desdobrar em seu planejamento, o objetivo estratégico vinculado para que a inovação aconteça com as pessoas. Algumas práticas sugeridas para essa jornada são:

Disponibilize espaços de trabalho criativos: Apenas o ambiente com pufes e vídeo games não significa que a empresa está inovando. Os espaços de trabalho criativos podem estimular a criatividade e a troca de conhecimentos entre os times. Nesses ambientes é possível experimentar, testar e co-criar novas soluções alinhadas ao propósito dos profissionais, da organização e dos clientes.

Ofereça espaços para aprendizagem: Nessa etapa, é essencial proporcionar um ambiente de experimentação e investir na preparação dos times em todos os níveis da organização através de desenvolvimentos, treinamentos, consultorias e rituais que possuam profissionais engajados, preparados para conduzir e mediar esse processo com mão na massa, não apenas em teoria mas em especial na prática para acelerar resultados. As empresas podem investir em pesquisa e desenvolvimento (P&D), seja com patrocínio próprio ou com apoio de programas de incentivos fiscais, que contribui para o aumento da competitividade das empresas e para o crescimento da economia. 

Incentive a criatividade e diversidade: Em mesa de iguais não conseguimos resultados diferentes. Uma equipe com culturas e habilidades diferentes podem fazer toda a diferença para construir um espaço criativo, respeitoso e diverso. Nessa cultura, as pessoas envolvidas são incentivadas e desafiadas a experimentar novas ideias e propor soluções para os problemas, considerando a presença e as reais necessidades do cliente.

Ofereça feedback: O feedback baseado em fatos e dados é uma importante ferramenta de aprendizagem, por isso um ambiente de confiança, verdadeiro e de não julgamento permite que ocorra sempre que necessário, não sendo automatizado e sim fazendo sentido para as pessoas. Ao dar e receber feedback, você estará incentivando aqueles que vão sentir “parte” da nova jornada para transformar desafios em oportunidades que geram valores.

Promova a cultura da experimentação: Essa pode ocorrer em um centro de inovação interno, laboratório de inovação onde o tripé da inovação é focado em pessoas, produtos, processos e ferramentas que podem acelerar o desenvolvimento das prioridades definidas após a definição da direção estratégica para inovar. 

Incentive a busca por novas ideias e benchmarking: A busca por novas ideias é um importante fator para a inovação, porém mesmo que cada empresa possua sua cultura, existem boas práticas que podem contribuir para a mudança. Nesse caso, conectar-se com empresas por meio de benchmarking pode ampliar as visões e gerar novas oportunidades para co-criar e construir a mudança, valorizando a história do negócio e construindo uma nova roupagem a partir disso. 

Facilite a comunicação: a comunicação é um dos principais meios de transmitir a cultura de inovação. Por isso, é importante que a área de gestão com pessoas facilite a comunicação entre os colaboradores e entre os diferentes espaços da organização. 

Ofereça desenvolvimento de pessoas com foco na inovação: é importante que as pessoas na organização tenham oportunidades para aprender sobre as novas tendências, utilizando as tecnologias como meio. Por isso, é importante que a área de gestão com pessoas ofereça capacitações frequentes sobre inovação e como isso se conecta com a cultura e objetivos estratégicos da empresa. A cultura da inovação é essencial para o desenvolvimento e o crescimento. Por isso, é importante que todos estejam conscientes dos seus benefícios e da importância de promover a inovação em todos os aspectos da vida. A área de gestão de pessoas é um dos principais responsáveis pela cultura da inovação. Por isso, é essencial que ela esteja atenta às melhores práticas para potencializar essa cultura sendo guardiã do propósito que é a alma da organização em transformação.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais