Preply, plataforma que conecta alunos e tutores nativos capta US$ 50 milhões

Preply, plataforma que foi criada na Ucrânia e que conecta alunos e tutores nativos de maneira online através do aprendizado de mais de 50 idiomas, atingiu hoje um recorde na sua história, levantando US$ 50 milhões em rodada de investimentos da Série C e elevando o seu financiamento total para mais de US$ 100 milhões

O round foi liderado pela Owl Ventures, empresa com sede no Vale do Silício. A rodada também foi co-liderada por investidores anteriores, como Diligent Capital, Hoxton Ventures, Educapital, Evli Growth Partners, Przemyslaw Gacek e pelos novos investidores Swisscom Ventures e Orbit Capital.

Para Ross Darwin, diretor da Owl Ventures, as expectativas são bastante positivas em fazer essa parceria com a Preply, que está em sua próxima fase de crescimento:

“Estamos empolgados com o impulso contínuo dos negócios de consumo e com a sua nova oferta de aprendizado de idiomas para as companhias, que dependem cada vez mais de forças de trabalho internacionais”.

Segundo Kirill Bigai, co-fundador e CEO da Preply, a empresa se tornou a marca líder mundial em aulas de idiomas ao vivo e a plataforma preferida de muitos tutores que ensinam online:

“Com esse investimento, planejamos aumentar nossa presença nos Estados Unidos, na Europa, e em alguns países da América Latina, como o Brasil, dobrando o número de matches entre alunos e tutores e cumprindo a nossa promessa de conectar a maior comunidade de aprendizado de línguas estrangeiras ao vivo do mundo”.

Criada em 2012, a empresa tem como fundadores os ucranianos Kirill Bigai, Dmytro Voloshyn e Serge Lukyanov.

Apesar da guerra no país iniciada em março deste ano pela Rússia, eles conseguiram continuar construindo um negócio global, expandindo a equipe para mais de 400 funcionários de 58 nacionalidades em 30 países no mesmo período.

CRESCIMENTO

No ano passado, a empresa triplicou o tamanho de seu negócio de aprendizado de idiomas Business to Business (B2B).

Do lado do consumidor, o número de pessoas que usam o aplicativo cresceu quatro vezes nos últimos 2 anos e, em muitas regiões, os usuários gerais quase dobraram ano a ano.

Já no mercado brasileiro, conforme dados coletados dentro de sua própria plataforma, 66% dos alunos estão estudando inglês.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais