Siga nas redes sociais

Search
Foto: Wokandapix/AdobeStock

Para 60% dos pequenos e médios empreendedores a Black Friday é importante no faturamento anual

A Black Friday é importante no faturamento anual de 60% dos pequenos e médios empreendedores online.

É o que aponta a pesquisa Aquecimento Black Friday 2022, promovida pela Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina.

Apesar da data neste ano estar inserida em um contexto agitado, com as eleições e eventos esportivos, o levantamento também mostra que 63% dos empreendedores estão otimistas para as vendas online na data.

Ainda segundo a pesquisa, para quase metade dos empreendedores o aumento esperado no faturamento é de até 30% em novembro, se comparado com outubro, enquanto apenas 5% acredita que não haverá aumento.

“O segundo semestre será atípico para os brasileiros, mas os pequenos e médios empreendedores esperam bons resultados para a Black Friday e isso se dá pela consolidação do comércio eletrônico nos últimos anos. Nós da Nuvemshop estamos preparados para apoiar o lojista, buscando oferecer as melhores soluções integradas à plataforma, ecossistema completo e atendimento diferenciado”, comenta Luiz Natal, gerente de desenvolvimento da plataforma.

ESTRATÉGIAS DE VENDAS

O levantamento também mostra quais as principais estratégias de vendas que as PMEs estão planejando para a Black Friday deste ano.

Cerca de 59% dos empreendedores oferecerão descontos em produtos selecionados e 56% darão cupom de desconto para produtos no site.

Outras ações utilizadas pelos lojistas serão brindes (33%), kits de produtos com desconto (32%) e frete grátis para todo o Brasil (27%).

Além disso, os pequenos e médios negócios pretendem realizar ações em um período maior, não apenas na data.

Pouco mais da metade dos empreendedores terá ações com duração de uma semana, enquanto 21% apostarão em 2 semanas de promoções. Apenas 4% das PMEs terão ações exclusivamente na sexta-feira.

“O consumidor que compra online já espera pela Black Friday para encontrar melhores preços em todos os produtos, portanto os descontos são os grandes atrativos das promoções, assim como frete grátis. Apesar do retorno total do varejo físico neste ano, os brasileiros já incorporaram em seu dia a dia os hábitos de compra online pela praticidade e diferenciais de preço encontrados no comércio eletrônico”, complementa.

FALTA DE PREPARO PODE AMEAÇAR O SUCESSO DAS PMES

A pesquisa também mostra que, apesar do otimismo em relação ao período de vendas, muitos empreendedores ainda não se sentem totalmente prontos para a oportunidade: 57% dos empreendedores se sentem mais ou menos ou pouco preparados e apenas 31,5% dos respondentes já se sentem prontos ou muito preparados.

Em relação ao período de planejamento e organização para a data, 35% relataram começar as atividades entre um mês e quinze dias antes da Black Friday, e 34% se preparam entre um e dois meses antes.

“Os dados mostram que apesar do otimismo, a maioria dos empreendedores se prepara com pouca antecedência, e isso pode ser um grande gerador de problemas ou frustrações. Ainda há tempo de se planejar com calma e prever todas as necessidades do negócio em relação ao estoque, ações promocionais e logística”, incentiva.

PRINCIPAIS PREOCUPAÇÕES

Dentre as preocupações sinalizadas pelos empreendedores, não conseguir vender é mencionada por mais da metade deles.

Os principais receios também são um reflexo da possível falta de preparo técnico em algumas áreas que envolvem a venda online: 38% temem sacrificar margem de lucro para oferecer descontos, 33% receiam não ter estratégias de vendas e 25% têm medo de faltar estoque.

“Na preparação para a data, é fundamental que o lojista se atente a alguns pontos principais, como a precificação e transparência com o consumidor, sem oferecer descontos falsos. Escolher bem quais produtos entrarão em descontos também é importante para não prejudicar a margem de lucro, além de alinhar com os fornecedores possíveis pedidos extras caso o empreendedor não possua um estoque suficiente. Outro passo essencial é a escolha das melhores opções de envio dos produtos, tendo em vista o perfil do cliente”, destaque o executivo.

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Empresa divulga nova marca e quer dobrar faturamento

Monica-Ferreira

Como driblar a escassez de mão de obra em TI?  

GrupoRV anuncia expansão para Portugal

Receba notícias no seu e-mail