Siga nas redes sociais

Search
Foto: Marco Flávio.

Empresa investe U$ 1 milhão em centro de P&D em biosoluções no Brasil

Com investimento superior a U$ 1 milhão, a Tradecorp do Brasil, empresa do Grupo Rovensa, inaugura seu primeiro Centro Global de Pesquisa e Inovação em Biosoluções no Brasil, na cidade de Hortolândia, em São Paulo.

A estrutura permitirá o desenvolvimento de novas biosoluções adaptadas para os mercados nacional e internacional, atendendo os diversos países de atuação do grupo.

Rafael Leiria, diretor de operações da Tradecorp do Brasil, explica que o centro de pesquisas tem como principal objetivo desenvolver biosoluções inovadoras a partir de microrganismos como fungos e bactérias, capazes de contribuir para uma agricultura mais produtiva e sustentável.

O trabalho com microrganismos selecionados com alta aptidão para melhorar a eficiência do uso de nutrientes, a qualidade e a longevidade produtiva dos solos, além de potencializar a expressão produtiva dos cultivos, entregará maior produtividade e qualidade para as lavouras.

“O cerne da inovação está na seleção dos microrganismos benéficos mais eficientes, nos processos para a obtenção e multiplicação destes microrganismos e seus metabólitos de interesse, além do desenvolvimento de formulações estáveis e de fácil utilização pelos produtores”, destaca.

A infraestrutura de ponta, somada à equipe multidisciplinar altamente capacitada e sob a gestão de Johana Rincones Pérez, permitirá que muitos projetos sejam desenvolvidos simultaneamente.

No laboratório serão realizados os processos fermentativos à base de fungos e bactérias e produzidos os protótipos a serem avaliados em casa de vegetação ou campo, além de serem acompanhados resultados de análises químicas e de biologia molecular dos microrganismos envolvidos e da resposta em plantas modelo.

“Como novos inoculantes à base de consórcios de microrganismos, novos biofertilizantes a partir de metabólitos de microrganismos e novos processos para obtenção de ativos para biocontrole de insetos, fungos e nematoides”, complementa.

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Empresa divulga nova marca e quer dobrar faturamento

Monica-Ferreira

Como driblar a escassez de mão de obra em TI?  

escritório

Gestão da mudança e inovação: 5 passos para transformar negócios

Receba notícias no seu e-mail