Black Friday: confira dicas para impulsionar vendas com novas formas de pagamento

O e-commerce se fortalece a cada dia na geração de novos negócios e oportunidades de venda. De acordo com dados da Nuvemshop, as pequenas e médias empresas (PMEs) faturaram R$ 1,2 bilhão nas vendas digitais no primeiro semestre. O crescimento é de 20% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo Fábio Oliveira, CEO da SalesFarm, aceitar formas de pagamento diversificadas é uma das estratégias essenciais para garantir conversões em datas como a Black Friday.

“Com tantas opções de pagamento que se têm hoje em dia, os consumidores se habituaram a ter liberdade para escolher os caminhos que mais se identificam e, por isso, negócios devem oferecer meios diferenciados para os clientes. Possibilitar variadas formas de realizar pagamentos traz impacto direto e positivo na experiência de compra”, explica.                                 

Com isso, alguns especialistas comentam sobre dicas de como as PMEs podem impulsionar vendas por meio de novos pagamentos. Confira:

Cashback e segurança

O cashback oferece uma parte do dinheiro gasto no produto de volta para o cliente, que poderá recebê-lo em dinheiro, por meio de sua conta bancária, ou como crédito para compras futuras.

“Com esse tipo de sistema, as lojas podem oferecer uma porcentagem do valor para todos os produtos ou limitar o benefício a apenas alguns. Essa é uma das formas do estabelecimento fidelizar o consumidor e aumentar seu número de vendas”, comenta Maria Cristina Kopacek, Co-fundadora da Idez.

Cartão contactless

Os pagamentos por aproximação, também chamados de contactless, têm se popularizado no Brasil, ao passo que não há necessidade de inserir o cartão na maquininha, nem digitar a senha.

“O consumidor busca cada vez mais praticidade, agilidade e segurança, benefícios estes que não faltam na tecnologia contactless. Além de agilizar as operações no dia a dia, gasta-se menos tempo nas filas. Fora que a tecnologia é mais confiável e segura quando comparada com as formas de pagamento tradicionais”, aponta Jackson Araújo, COO da Showkase.

Links de pagamento

Os links de pagamentos estão entre uma das principais inovações oferecidas pelas fintechs. Em poucos cliques, os clientes de bancos digitais podem gerar links ilimitados e compartilhá-los com os seus clientes via whatsapp, email ou SMS.

“Este método além de seguro, permite aumentar a rentabilidade do negócio. Quando pensamos na experiência do cliente, esta forma de pagamento traz praticidade e versatilidade para o consumidor, uma vez que ele não precisa acessar a loja virtual e selecionar os produtos no carrinho de compras. Lembrando que o link pode ser pago via cartão de crédito, boleto ou até mesmo Pix”, destaca Tomás Duarte, cofundador e CEO da Track.co

QR Code

O uso de QR Code, que funciona como uma espécie de código de barras, também se tornou uma das mais importantes ferramentas para agilizar o processo de compra e venda.

“Por meio dele, os clientes conseguem acessar rapidamente todos os detalhes da transação, desde o destino da transação até o valor do pagamento. Vale lembrar, ainda, que existem duas maneiras de gerar QR Code: os estáticos, que funcionam como uma etiqueta de preço, e os dinâmicos, que só podem ser usados uma única vez. Cabe ao empreendedor identificar qual se encaixa melhor ao seu negócio. O importante é oferecer mais uma alternativa ao cliente”, comenta Paulo Castro, CEO do Contbank

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais