Siga nas redes sociais

Search
Insurtech-assegurou-seguros
Foto: Divulgação

Insurtech Assegurou aposta na inteligência de dados para o mercado de seguros

Assim como as insurtechs, startups do mercado de seguros, o uso de inteligência de dados também vem crescendo no mercado.

Segundo uma pesquisa realizada pela IBM, até 2024, 32% das marcas devem utilizar a tecnologia, o que pode resultar em uma expansão no volume de vendas de 50%.

Neste cenário, a Assegurou apostou no impulsionamento das vendas de seus produtos por meio de marketplace.

Segundo Simone Macedo, diretora de operações da insurtech, a ferramenta tem sido utilizada como forma de otimizar a proposta de valor do produto e uma estratégia essencial para conhecer melhor o seu público.

“Trabalhamos com a jornada infinita na plataforma, um conceito da nossa central de comunicação que possui automação da inteligência de dados, IA e BI para tratar cada lead em fluxos contínuos. Esta ação aperfeiçoa a jornada comercial da Assegurou. Os protocolos digitais dentro da plataforma auxiliam o corretor a realizar a gestão pós-venda com as seguradoras, além de registrar a conformidade dos pagamentos e atualização de apólices. Isso torna a nossa tecnologia preparada para um atendimento completo focada no mercado de seguros”, explica. 

De acordo com a executiva, o uso da inteligência de dados na insurtech também trouxe eficiência nos contratos. Representando um avanço na contratação assertiva de produtos.

“Mesmo com a pandemia e a retração econômica do país, o número de clientes optantes pelo seguro digital cresceu 50% em 2022 se comparado a 2021, o que  resultou no aumento da conversão assertiva de clientes, maior rentabilidade na venda dos produtos e diminuição do absenteísmo na contratação dos seguros de vida, viagem, automóvel, residencial, entre outros”, afirma. 

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Empresa divulga nova marca e quer dobrar faturamento

nordvpn

O que acontece com os dados na web depois que alguém morre?

Monica-Ferreira

Como driblar a escassez de mão de obra em TI?  

Receba notícias no seu e-mail