C9 desenvolve sistema para transação de criptomoeda através de cartão físico

A C9, startup brasileira de tecnologia, promete inovar no mercado trazendo um sistema que permite transações de moeda digital conectadas à blockchain por meio de um cartão físico e um Terminal PoS.

A solução permite realizar a operação sem intermediários, reduzindo custo e fricção. Além de se integrar à infraestrutura já existente, tanto de máquinas PoS, quanto de cartão.

Utilizando uma interface chamada Business to Wallet (B2W), a C9 embarca uma wallet Web3 em qualquer cartão físico já existente e transacionado por um terminal PoS.

Dessa forma, a transação de criptomoeda é realizada com chip e senha. Segundo a startup, a transação cripto pode ser usada como reserva de valor ou meio de troca para transações correntes.

“É mais um passo no sentido de democratizar o acesso à tecnologia blockchain, que é o nosso propósito enquanto empresa. É inegável que os ativos digitais estão revolucionando o universo financeiro e a migração para uma economia tokenizada no futuro é uma realidade”, afirma Thiago Ribeiro, CEO e fundador da C9.

A tokenização também já faz parte da agenda de inovação do Banco Central do Brasil. Em recentes participações em eventos, o presidente Roberto Campos Neto tem falado sobre o papel das criptomoedas como parte de um movimento irreversível da economia.

Em apresentação na Febraban Tech 2022, foi projetado que entre os problemas que o Bacen está tentado solucionar passam pelo objetivo de conectar tudo em formato de carteira digital (e-wallet), como pagamentos, open finance, monetização de dados, stablecoins e tokenização de dados.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais