5 benefícios para digitalizar seu condomínio

Com as mudanças no mercado e novas tecnologias surgindo, os condomínios também estão se digitalizando.

Assim, novas tendências surgem e prometem não só movimentar a dinâmica do condomínio como, também, a qualidade de vida dos moradores.

Confira abaixo 5 benefícios para digitalizar o condomínio, segundo Carlos Castro, CEO do apepê:

1. Cadastros seguros em nuvem

Dessa forma, além do condomínio ter essas informações mais acessíveis e organizadas, há a garantia do armazenamento seguro por um provedor especializado. É importante lembrar que é responsabilidade do condomínio a proteção dos dados de prestadores de serviço, moradores e visitantes. Assim, o uso da portaria virtual, onde os dados armazenados na nuvem têm sua confidencialidade protegida pela empresa contratada para o monitoramento e o controle de acesso, também é um ponto positivo.

2. Armários inteligentes

Os smart lockers vieram para ajudar a portaria e substituir aquelas pilhas de encomendas que ficam acumuladas no local, correndo o risco de danificarem. De forma simples, a encomenda é depositada em um dos armários disponíveis; o morador recebe uma notificação por aplicativo; esse mesmo app informa ao morador qual o armário e o código de desbloqueio. O bacana é que a pessoa pode fazer essa retirada quando e no horário que puder.

3. Comunicação assertiva entre moradores e síndicos 

Um chat condominial, simples e prático, ajuda a integrar os moradores e permite que pequenas questões sejam resolvidas, sem depender da intervenção do síndico. A digitalização também permite um mural de avisos virtual, semelhante a um feed de notícias de redes sociais, em que todos recebem os comunicados condominiais.

4. Uso de soluções sustentáveis

Com a tecnologia a favor do meio ambiente, inovações como sensores de presença para desligar as luzes automaticamente; painéis fotovoltaicos para geração de energia; aproveitamento de energia termossolar para aquecimento da água e sistema de captação e reaproveitamento de água das chuvas podem ser aplicados no condomínio. 

5. Uso de plataformas ‘pay per use’ (pague pelo uso)

A digitalização de condomínios tem contribuído muito para isso, pois são serviços que os moradores pagam apenas quando usufruem deles e que trazem comodidade para eles. Os tipos de serviços se enquadram nisso, são: minimercados, personal trainer, serviços de pet care, de beleza, transporte, cursos, limpeza e lavanderia. Seguindo algumas dessas tendências, o apepê, concierge digital condominial que tem como foco facilitar as necessidades do morador, busca transformar o conceito de viver digitalizando de forma prática a relação entre os residentes e o condomínio. Com funcionalidades, que promovem a conexão entre portaria e áreas comuns, comunicação entre vizinhos e funcionários e facilidade de serviços específicos, como lavanderia, mini mercado e armários inteligentes. O aplicativo está presente em 80 condomínios e com mais de 13 mil usuários, majoritariamente, na faixa etária entre 25 e 45 anos, ele digitaliza a experiência de morar. Por meio do modelo living-as-a-service (LaaS), o apepê aposta em tecnologia para proporcionar uma nova experiência de morar e viver. Hoje, nós namoramos, ouvimos música, nos deslocamos e assistimos filmes por meio de aplicativos. E como está a nossa relação com o condomínio e os seus funcionários? Ela ainda é analógica! Quando você recebe uma encomenda, por exemplo, o porteiro anota em um caderno e espera que você retire e assine a retirada no mesmo caderno.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais