Siga nas redes sociais

Search
Foto: JU.STOCKER/AdobeStock

Como medir produtividade econômica a partir do orçamento da obra

Por Edson Poyer Sant’Ana, CMO do Grupo OrçaFascio.

A produtividade na construção civil está ligada ao uso de materiais e mão de obra, ou seja, a capacidade da empresa em construir com a mão de obra, equipamentos e os materiais que estão disponíveis.

Todas as atividades precisam ser planejadas e realizadas de forma lógica e racional para evitar a perda de tempo e de insumos, o uso de tecnologias e a especialização podem auxiliar neste controle. 

É importante construir mais, com menos materiais e mantendo a qualidade para manter a produtividade  esperada para a obra. 

É essencial que os gestores da construção estejam atentos ao orçamento e ao diário de obra, já que são complementares.

LEIA TAMBÉM: 4 desafios para PMEs superarem em 2023

Por exemplo, se você orça uma ação em 20 e percebe que ela está custando 30, provavelmente você orçou errado ou está gastando mais material ou mão de obra do que o necessário, por isso, é preciso medir a produtividade e entender a gestão de custos de acordo com os indicadores do projeto.

Os principais indicadores de produtividade são a Razão Unitária de Produção (RUP), que mede o que foi feito e quanto de mão de obra foi necessário, e o Consumo Unitário de Materiais (CUM), responsável por medir material perdido, subaproveitado ou mesmo danificado. 

Ambos são importantes indicadores que devem estar alinhados com o projeto e orçamento, detalhados diariamente através do diário de obra.

Além disso, para conseguir manter ou elevar a produtividade do canteiro é necessário mão de obra qualificada, uso de tecnologias, investimentos em segurança no trabalho e inserção de processos de planejamento e gestão. 

Apostar em automatizar boa parte das atividades, como um software de gestão é importante para dar mais agilidade e precisão aos processos, além da segurança e transparência ao documentar todos os processos em nuvem.

O OrçaFascio é um software completo quando pensamos na gestão de obra, através dele temos a visão do pré, durante e pós obra de maneira simplificada e transparente.

A tecnologia vem para ser uma grande aliada da construção civil, basta ser adotada e utilizada com mais recorrência.

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Empresa divulga nova marca e quer dobrar faturamento

nordvpn

O que acontece com os dados na web depois que alguém morre?

Raphael Souza Jungheinrich Brasil

Indústria 4.0: a evolução do setor na intralogística

Receba notícias no seu e-mail