Siga nas redes sociais

Search
osten moove
Foto: divulgação

5 passos para colocar em prática e melhorar as finanças da sua startup

Por Fabiano Nagamatsu, CEO da Osten Moove.

Para que haja um fluxo positivo na escalada de inovar, é preciso ter pouca burocracia nos processos, inclusive na gestão financeira, que é caracterizada pela complexidade.

Como a projeção das startups é crescer de forma acelerada, o cenário das finanças pode mudar repentinamente. Isso acontece quando um investidor realiza um aporte milionário, mas também quando as incertezas do mercado ou da própria solução chegam a derrubar o negócio.

Infelizmente, o futuro da maioria das startups brasileiras é a morte. De acordo com um levantamento da PwC Brasil, 9 em cada 10 empresas acabam antes de finalizar o projeto.

Apesar do cenário desafiador, é possível realizar um gerenciamento inteligente das finanças para alavancar as possibilidades e os resultados de uma startup. Veja aqui cinco passos que podem ser colocados em prática hoje:

1. Acompanhe as finanças de perto

Certifique-se de manter registros financeiros precisos e atualizados. Neste sentido, é importante utilizar ferramentas de gestão financeira ou softwares de contabilidade para monitorar receitas, despesas, fluxo de caixa e balanço patrimonial.

Acompanhe de perto indicadores-chave de desempenho financeiro (KPIs) para tomar decisões informadas sobre a gestão financeira da sua startup.

2. Cortes

Identifique e avalie todos os custos da sua startup. Busque oportunidades de redução de despesas, negocie com fornecedores e encontre alternativas econômicas, sem comprometer a qualidade. Também é possível revisar as despesas e eliminar gastos desnecessários que não contribuem para o crescimento do negócio.

3. Fluxo de caixa saudável

Essa questão é fundamental para a saúde financeira de qualquer empresa. Monitore as entradas e saídas de dinheiro e faça projeções para evitar problemas de liquidez. Também é possível negociar prazos de pagamento, descontos ou condições com seus fornecedores para otimizar o fluxo de caixa.

4. Metas

Defina objetivos claros e mensuráveis, como metas de vendas, margem de lucro, crescimento de receita, entre outras. O planejamento em longo prazo ajuda a ter um plano sólido e realista para o crescimento sustentável da empresa.

5. Eficiência operacional e criatividade

Em um universo de inovação, também é possível aplicar a criatividade nas finanças. Busque formas de otimizar processos e aumentar a produtividade para economizar tempo e dinheiro. Isso pode ser por meio da diversificação das fontes de receita e também estimulando a expansão da oferta de produtos para atingir novos mercados e aumentar a receita.

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Ricardo Haag

Insatisfação no trabalho: qual o custo para as empresas?

Yara Machado Céu de Prata

Céu de Prata chega aos 400 mil clientes e prevê 60 mil pedidos

nordvpn

O que acontece com os dados na web depois que alguém morre?

Receba notícias no seu e-mail