startups – Economia SP https://economiasp.com Economia, negócios, inovação, tecnologia, startups, carreiras e sustentabilidade em São Paulo Mon, 28 Nov 2022 22:32:45 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=6.1.1 https://economiasp.com/wp-content/uploads/sites/2/2021/12/cropped-favicon-1-32x32.png startups – Economia SP https://economiasp.com 32 32 Startups abrem oportunidade de investimentos, mas aplicar requer cuidados https://economiasp.com/2022/11/28/startups-abrem-oportunidade-de-investimentos-mas-aplicar-requer-cuidados/ https://economiasp.com/2022/11/28/startups-abrem-oportunidade-de-investimentos-mas-aplicar-requer-cuidados/#respond Mon, 28 Nov 2022 22:32:43 +0000 https://economiasp.com/?p=5444

Por Igor Romeiro, fundador da Efund. As startups brasileiras seguem em pleno crescimento. Dados do relatório 2021 Wrapped Brazilian Startups elaborado pela plataforma Sling mostram que 2021 foi um ano histórico para o setor, com aumento de 200% no volume aportado nas startups brasileiras, que contrataram mais de 100 mil pessoas. Além disso, de acordo […]

O post Startups abrem oportunidade de investimentos, mas aplicar requer cuidados apareceu primeiro em Economia SP.

]]>

Por Igor Romeiro, fundador da Efund.

As startups brasileiras seguem em pleno crescimento. Dados do relatório 2021 Wrapped Brazilian Startups elaborado pela plataforma Sling mostram que 2021 foi um ano histórico para o setor, com aumento de 200% no volume aportado nas startups brasileiras, que contrataram mais de 100 mil pessoas. Além disso, de acordo com o Anjos do Brasil, o volume de investimento anjo aumentou em 17% em 2021 em comparação ao ano anterior (2020), voltando aos níveis pré-pandemia de 2019. No ano passado, foi aportado mais de R$ 1 bilhão pelos investidores anjos brasileiros. O número de investidores apresentou um aumento menor, de 13%, e hoje, são 7.834 investidores anjo no Brasil. 

Só no ano passado, o Brasil ganhou dez unicórnios (empresas que faturam mais de US$ 1 bilhão) e há outras dezenas de candidatas a integrar este grupo. Desde a primeira startup bilionária brasileira lançada em 2018, o país já contabiliza 24 unicórnios e a estimativa é de chegar a 100 em 2026, segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups).

De olho nessas oportunidades, cada vez mais pessoas físicas buscam nas startups uma opção para diversificar os investimentos. No entanto, é preciso cautela antes de aportar os seus recursos, porque é um investimento de risco. O ideal é alocar um valor pequeno, cerca de 5% a 10% da sua carteira em ativos alternativos, pois o risco é alto e você pode perder o investimento. Além disso, antes de colocar qualquer quantia, o investidor deve avaliar com atenção os fundamentos daquela startup, o que não é tão simples. Uma forma mais segura é por meio de plataformas de investimentos que realizam uma curadoria e uma diligência dos documentos com mais profissionalismo. Mesmo assim, é necessário ter ainda outros cuidados.

Verifique os procedimentos de avaliação dessas plataformas que oferecem a possibilidade de se investir em startups. Será que ela fez uma seleção rigorosa da empresa que entrará em uma rodada de investimentos? Basicamente, antes de originar o ativo é preciso conhecer o empreendedor e o empreendimento, saber se a solução ou produto é interessante para o mercado e se o crescimento da empresa se dá de forma orgânica e consistente.

A partir daí, é preciso que a plataforma tenha se certificado de que tudo o que o empreendedor disse na entrevista é verdadeiro. Isso se faz primeiro verificando a DRE (Demonstração do Resultado do Exercício). Por fim, uma boa plataforma realiza o que chamamos de due diligence que é uma minuciosa investigação, por meio de documentos, de todas as áreas que envolvem uma empresa. A finalidade é encontrar acertos e erros existentes e avaliar se realmente vale a pena colocar dinheiro naquela startup. 

Feito o aporte, o investidor pode aguardar o retorno dentro do tempo e das regras estabelecidas, mas também pode contribuir com o crescimento da startup passando para ela sua própria rede de contatos ou mesmo oferecendo mentoria. Lembre-se que o sucesso da startup está diretamente ligado ao bom retorno do seu investimento. 

Enfim, ao optar por investir em uma startup não faça isso por impulso. Procure entender quais são os tipos de investimentos e quais são os riscos envolvidos. Além disso, defina em quais setores e empresas você pretende investir e monte a sua estratégia de investimento.

O post Startups abrem oportunidade de investimentos, mas aplicar requer cuidados apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/11/28/startups-abrem-oportunidade-de-investimentos-mas-aplicar-requer-cuidados/feed/ 0
Empreendedores criam startup que ajuda empresas a fazerem logística reversa de resíduos https://economiasp.com/2022/11/26/empreendedores-criam-startup-que-ajuda-empresas-a-fazerem-logistica-reversa-de-residuos/ https://economiasp.com/2022/11/26/empreendedores-criam-startup-que-ajuda-empresas-a-fazerem-logistica-reversa-de-residuos/#respond Sun, 27 Nov 2022 02:48:22 +0000 https://economiasp.com/?p=5420

O consumo no mundo tem crescido 3 vezes mais do que a taxa de crescimento da população. Segundo o levantamento da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Banco Mundial, a população mundial produz anualmente 1,4 bilhão de toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU), uma média de 1,2 kg por dia per capita. Já a […]

O post Empreendedores criam startup que ajuda empresas a fazerem logística reversa de resíduos apareceu primeiro em Economia SP.

]]>

O consumo no mundo tem crescido 3 vezes mais do que a taxa de crescimento da população. Segundo o levantamento da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Banco Mundial, a população mundial produz anualmente 1,4 bilhão de toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU), uma média de 1,2 kg por dia per capita.

Já a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais alerta que o Brasil perde R$ 14 bilhões por ano com a falta de reciclagem adequada do lixo. O país gera quase 80 milhões de toneladas de lixo, mas apenas 4% são reciclados. Cerca de 40% de todo o lixo produzido no país acaba despejado em locais inadequados. São mais de 30 milhões de toneladas de resíduos sólidos que vão para quase 3 mil lixões ou aterros controlados espalhados pelo país.

Tendo em vista o cenário atual, a demanda pela logística reversa de pós-consumo só cresce, com o intuito de movimentar o fluxo de retorno de resíduos descartados e promover o reaproveitamento. É o caso da Newloop, que se tornou um destaque nesse segmento.

A empresa iniciou com os sócios Warney Paulo, proprietário de um teatro, e Alexandre Teixeira, que trabalhava com licenciamento ambiental. Os dois se uniram para reformar uma casa de espetáculo e durante a parceria comercial surgiu o questionamento do motivo de todo o lixo gerado ser destinado aos aterros.

Começaram reciclando os restos e descartes de tecidos jogados nas ruas do centro de São Paulo, que colaboram regularmente com o entupimento de bueiros, e ainda, passaram a transformar eletrônicos e já estudam a transformação do fumo e do papel do cigarro. 

A empresa visa transformar o processo de gestão de resíduos nos próximos anos a nível mundial. A tecnologia hoje ainda é escassa e a empresa é a única do país que possui equipamentos criados exclusivamente para esse fim.

“Nossa meta é implementar práticas de negócios que alinhem lucro, propósito e transparência”, enfatizam o empresários.

O post Empreendedores criam startup que ajuda empresas a fazerem logística reversa de resíduos apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/11/26/empreendedores-criam-startup-que-ajuda-empresas-a-fazerem-logistica-reversa-de-residuos/feed/ 0
Meu Vista capta R$ 150 mil com Thiago Nigro e queratender mais de 100 mil famílias até 2025 https://economiasp.com/2022/11/16/meu-vista-capra-r-150-mil-com-thiago-nigro-e-queratender-mais-de-100-mil-familias-ate-2025/ https://economiasp.com/2022/11/16/meu-vista-capra-r-150-mil-com-thiago-nigro-e-queratender-mais-de-100-mil-familias-ate-2025/#respond Wed, 16 Nov 2022 13:02:23 +0000 https://economiasp.com/?p=5205

No mais recente episódio veiculado no canal do Youtube Primo Cast, conduzido por Thiago Nigro, com a participação de João Kepler, investidor anjo, e Fernando Vasconcelos, executivo e sócio do Grupo Primo, foi realizado um coinvestimento de R$ 150 mil na fintech Meu Vista. Ele ofereceu R$ 150 mil, no valuation de R$ 7 milhões, […]

O post Meu Vista capta R$ 150 mil com Thiago Nigro e queratender mais de 100 mil famílias até 2025 apareceu primeiro em Economia SP.

]]>

No mais recente episódio veiculado no canal do Youtube Primo Cast, conduzido por Thiago Nigro, com a participação de João Kepler, investidor anjo, e Fernando Vasconcelos, executivo e sócio do Grupo Primo, foi realizado um coinvestimento de R$ 150 mil na fintech Meu Vista. Ele ofereceu R$ 150 mil, no valuation de R$ 7 milhões, com 2,5% da empresa.

“Com o Grupo Primo junto, o poder de negociação da empresa é valorizado, até mesmo para o pitch deck de vocês. Quero aqui abrir a possibilidade de conversa e ver como podemos ter sinergia com o grupo como um todo”, afirmou Thiago, que ainda elogiou a experiência de mercado dos fundadores do Vista.

A fintech surgiu em setembro de 2020, com o intuito de substituir as antigas planilhas nas finanças pessoais, ao trazer praticidade e profissionalismo ao planejamento pessoal.

“Aceitamos, principalmente pelo smart money, não pelo money, mas por tudo que podem agregar e abrir portas para futuras conversas”, destaca o CEO e cofundador da startup, Luiz Fernando Schvartzman.

A startup conta com 12 colaboradores, possui uma série de ferramentas entre cursos, treinamentos, simuladores, suporte e parceiros para auxiliar os mais de 150 planejadores financeiros ativos e mais de 1.500 usuários. 

“Com este aporte realizado, o nosso foco é investir em aprimorar a tecnologia, contratar novos talentos para empresa e escalar o negócio, o objetivo é alcançar a marca de 5 mil planejadores financeiros a atender mais de 100 mil famílias até 2025”, conta o empreendedor.

O post Meu Vista capta R$ 150 mil com Thiago Nigro e queratender mais de 100 mil famílias até 2025 apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/11/16/meu-vista-capra-r-150-mil-com-thiago-nigro-e-queratender-mais-de-100-mil-familias-ate-2025/feed/ 0
Approva Fácil capta R$ 19 milhões e mira expansão em SP https://economiasp.com/2022/11/14/approva-facil-capta-r-19-milhoes-e-mira-expansao-em-sp/ https://economiasp.com/2022/11/14/approva-facil-capta-r-19-milhoes-e-mira-expansao-em-sp/#respond Mon, 14 Nov 2022 14:02:40 +0000 https://economiasp.com/?p=5172

A Approva Fácil, proptech pioneira na digitalização da venda de imóveis novos no segmento econômico, concluiu a captação de R$ 19 milhões em uma rodada seed liderada pela Terracotta Ventures, empresa de venture capital focada em investimentos em negócios digitais no mercado imobiliário da América Latina. Fundada em 2021 por Eduardo Pradal e Delmo Simões […]

O post Approva Fácil capta R$ 19 milhões e mira expansão em SP apareceu primeiro em Economia SP.

]]>

A Approva Fácil, proptech pioneira na digitalização da venda de imóveis novos no segmento econômico, concluiu a captação de R$ 19 milhões em uma rodada seed liderada pela Terracotta Ventures, empresa de venture capital focada em investimentos em negócios digitais no mercado imobiliário da América Latina.

Fundada em 2021 por Eduardo Pradal e Delmo Simões no Rio de Janeiro, a empresa desponta como um marketplace capaz de comercializar imóveis do segmento econômico de forma simples, rápida e segura, conectando clientes, corretores, incorporadoras e os bancos. 

“O diferencial da plataforma é fomentar o canal de distribuição de imóveis econômicos e possibilitar uma experiência 100% transacional e digital. Com isso, a startup proporciona aos corretores uma ampla oferta de imóveis populares ao mesmo tempo em que desburocratiza o processo de compra para o cliente final. Além disso, permite aos corretores atender um maior volume de clientes ao mesmo tempo em que aumenta sua taxa de conversão”, afirma Delmo Simões, CEO da Approva Fácil.

Com essa proposta de valor, a startup está expandindo rapidamente. Com pouco mais de um ano já conta com mais de 70 colaboradores e um histórico de mais de 2 mil imóveis vendidos para clientes.

A proptech também já conta com quase 60 incorporadoras regionais e nacionais como parceiras do negócio, que oferecem quase 20 mil unidades e 260 produtos voltados ao mercado imobiliário.

Bruno Loreto, managing partner da Terracotta Ventures, destaca que a decisão de inserir a Approva Fácil no portfólio veio em um momento em que a startup provou ser capaz de dominar o mercado do Rio de Janeiro e estar madura para expandir o negócio para São Paulo, principal mercado imobiliário do Brasil.

“O principal atrativo da Approva Fácil é focar no segmento econômico. Nicho de mercado onde a jornada do cliente possui particularidades e desafios de lidar com maior volume de clientes, ao mesmo tempo que as transações possuem ticket de venda menores. O que demanda ainda mais tecnologia e método embarcado no processo e também representa um amplo mercado para ser explorado”, justifica.

EXPANSÃO PARA SÃO PAULO

Em fase early stage, mas já consolidada no mercado imobiliário carioca onde atende praticamente todas as empresas de capital aberto do ramo no estado, a Approva Fácil deve aplicar parte dos recursos do aporte na evolução do produto e na expansão geográfica para São Paulo.

A empresa já está em fase de captação de corretores e incorporadoras com atuação no mercado paulistano para sua plataforma de marketplace.

Com o êxito da operação, a proptech espera passar dos atuais 2 mil para 60 mil corretores conectados à sua plataforma de serviços em até 2 anos.

Outra projeção é agregar à sua plataforma pelo menos 90% de toda a oferta primária do segmento de imóveis econômicos sob gestão das incorporadoras no estado, passando de R$ 4 bilhões para R$ 20 bilhões em VGV (Valor Geral de Vendas) disponível na plataforma até 2023. 

O post Approva Fácil capta R$ 19 milhões e mira expansão em SP apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/11/14/approva-facil-capta-r-19-milhoes-e-mira-expansao-em-sp/feed/ 0
Principal prêmio de startups do Brasil anuncia finalistas https://economiasp.com/2022/11/08/principal-premio-de-startups-do-brasil-anuncia-finalistas/ https://economiasp.com/2022/11/08/principal-premio-de-startups-do-brasil-anuncia-finalistas/#respond Tue, 08 Nov 2022 13:38:18 +0000 https://economiasp.com/?p=4980

Na quinta-feira, 27 de outubro, a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), entidade que representa o ecossistema, anunciou a lista de finalistas do Startups Awards, maior prêmio de startups do Brasil. Cada uma das quinze categorias do prêmio, conta com três finalistas, que foram escolhidos a partir de uma lista com 10 indicados, que foram selecionados por […]

O post Principal prêmio de startups do Brasil anuncia finalistas apareceu primeiro em Economia SP.

]]>

Na quinta-feira, 27 de outubro, a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), entidade que representa o ecossistema, anunciou a lista de finalistas do Startups Awards, maior prêmio de startups do Brasil.

Cada uma das quinze categorias do prêmio, conta com três finalistas, que foram escolhidos a partir de uma lista com 10 indicados, que foram selecionados por meio de uma votação realizada pela academia da entidade. 

O anúncio dos vencedores acontecerá no final do CASE (Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo) 2022, um dos maiores eventos de empreendedorismo e inovação da América Latina, que acontece nos dias 17 e 18 de novembro, em São Paulo

Confira, abaixo, a lista dos finalistas: 

Aceleradora: InoveNow, Sebrae for Startups e Wow Aceleradora

Comunidade do Ano: Manguezal, Rapadura Valley e Soluíses

Comunidade Revelação: Blumenau Startups, Kariri Valley e Tucuju Valley

Corporate do Ano: Ambev, Hospital de Amor e Sebrae

Educação: 49 educação, Rocketseat e UberHub Code Club

Herói ou Heroína: Ferdinando Kun, Marina Vaz e Monnaliza Medeiros

Hub de Inovação: ACATE, Instituto Caldeira e Órbi Conecta

Impacto Social: Amar.Elo, PrograMaria e Se candidate, Mulher!

Investidor Anjo: Anderson Diehl, Claudia Rosa e Rafael Silva

Mentor ou Mentora: Andrezza Rodrigues, Claudia Rosa e Fabiano Nagamatsu

Profissional de Imprensa: Beatriz Bevillaqua, Bruno Pinheiro e Fernanda Santos

Startup do Ano: Gama Academy, HubLocal e Remessa Online

Startup Revelação: B.NOUS, InHouse Market e Sapiens

Universidades: FIAP, Insper e UFSC

Venture Capital:  Bossanova Investimentos, Domo Invest,  Investidores.VC

O post Principal prêmio de startups do Brasil anuncia finalistas apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/11/08/principal-premio-de-startups-do-brasil-anuncia-finalistas/feed/ 0
10 startups e empresas que criaram suas próprias tecnologia https://economiasp.com/2022/11/07/10-startups-e-empresas-que-criaram-suas-proprias-tecnologia/ https://economiasp.com/2022/11/07/10-startups-e-empresas-que-criaram-suas-proprias-tecnologia/#respond Mon, 07 Nov 2022 17:20:28 +0000 https://economiasp.com/?p=4944

Um estudo levantado pela TNS Research aponta que as empresas que investem em tecnologia têm aumento na receita e, crescem aproximadamente 60% a mais em comparação com aquelas que descartam o investimento na área, e isso também serve para o setor das startups. Em questão de custos, a opção mais válida é passar a desenvolver […]

O post <strong>10 startups e empresas que criaram suas próprias tecnologia</strong> apareceu primeiro em Economia SP.

]]>

Um estudo levantado pela TNS Research aponta que as empresas que investem em tecnologia têm aumento na receita e, crescem aproximadamente 60% a mais em comparação com aquelas que descartam o investimento na área, e isso também serve para o setor das startups. Em questão de custos, a opção mais válida é passar a desenvolver sua própria plataforma e a partir de então, formalizar um modelo de negócio mais rentável. 

Pensando na importância da inovação, algumas empresas e startups decidiram criar suas próprias tecnologias para seguir crescendo e ajudando outras organizações. Veja abaixo 10 exemplos de algumas dessas que se deram bem no mercado com o desenvolvimento de soluções.

1- Progic

A Progic é uma startup especializada em comunicação interna e software para TV corporativa. A empresa acaba de completar 14 anos de história, que começou em 2008 quando dois engenheiros eletricistas abriram mão de seus empregos para apostar no sonho de criar uma empresa de tecnologia.  No início, o foco eram os projetos eletrônicos de vídeo para emissoras de TV, câmeras de segurança, etc. O próximo passo foi desenvolver um hardware com um software em nuvem, pago por assinatura mensal, primeiramente oferecido a  clientes dos setores de TV por assinatura e educação à distância, para em 2011 começar a testar o mercado de comunicação visual e digital por telas. Somente em 2015, a empresa entrou no mercado da TV corporativa, para focar o negócio na comunicação interna de médias e grandes empresas. Hoje, já são cerca de 500 clientes em todo o país (300 de grande porte), incluindo cases como Bayer, P&G e Michelin, e mais de 5 mil telas em operação com a tecnologia da Progic.

2- RoutEasy

A solução da startup de logística RoutEasy é fruto do projeto de mestrado em engenharia na Poli USP do CEO e fundador Caio Reina. A startup tem um software próprio que utiliza inteligência artificial e machine learning em soluções de roteirização, otimização, orquestração e gestão de entregas. Com mais de 300 clientes no Brasil e na América Latina, a Logtech aposta na inovação no tradicional setor de entregas. Sua atuação é baseada em algoritmo genético e programação, os quais são utilizados para otimizar e integrar processos. Isso contribui para maior produtividade e menor custo de entrega, e, assim, a startup gera economia de até 40% a seus clientes, que reúnem nomes como Shopee, Royal Canin, Rodonaves, GPA, Magalu, Obramax e DHL. Em agosto de 2021, a RoutEasy recebeu um aporte liderado pelo Grupo Ultra (UVC) no valor de R$5,8 milhões e em abril de 2022 a empresa lançou um módulo chamado Maestro que possibilita same day delivery e entregas expressas a seus clientes.

3- SoftExpert

Atuante no mercado de softwares para gestão empresarial, a SoftExpert surgiu em 1995 no sul do Brasil, a empresa possui soluções para as empresas que vão desde gestão de negócios e qualidade empresarial até gestão ambiental, de projetos e governamental em somente um contrato para seus clientes, atribuindo a eles maior eficiência, agilidade e economia. Sua presença a nível global evidencia que a SoftExpert adapta sua gama de serviços de acordo com as necessidades das empresas, assim como suas localidades. A plataforma da Soft oferece um conjunto de módulos multi-idiomas que se integram para automatizar processos e otimizar diferentes áreas de negócios das organizações. Atualmente, a marca conta com mais de 500 funcionários, 2 mil clientes, 600 mil usuários espalhados em cerca de 50 países, 300 parceiros ao redor do mundo, incluindo alianças estratégicas com empresas como AWS, Bakertilly, Deloitte, Kodak Alaris e DocuSign, além de unidades de negócios em 11 países. 

4- apepê

É um concierge digital condominial, um facilitador totalmente focado nas necessidades do morador. Acompanhando as tendências do Living As A Service (LAAS), a plataforma digitaliza a relação de um morador com seu condomínio de uma maneira simples e intuitiva, unindo todas as funcionalidades necessárias para garantir uma experiência de moradia inovadora e a boa conexão de um condomínio, de forma simples, ágil e econômica. Além de contar com um ecossistema de serviços que facilitam o dia a dia, a comunicação entre os moradores é mais assertiva e dispensa a necessidade de compartilhar contatos pessoais, respeitando a privacidade de cada morador. Com cinco funcionalidades, que promovem a conexão entre portaria e áreas comuns, comunicação entre vizinhos e funcionários e facilidade de serviços específicos, como lavanderia, mini mercado e armários inteligentes. A empresa aposta em tecnologia para proporcionar uma nova experiência de morar e viver.

5- STANDOUT

Referência em inteligência em trade marketing digital, a martech auxilia marcas e indústrias a falarem diretamente com os seus públicos nas páginas de produtos dos e-commerces. A STANDOUT tem uma plataforma que permite a criação, edição, publicação de conteúdos enriquecidos, além da distribuição automática e em tempo real dos mesmos em mais de 280 e-commerces. Dessa forma, as vitrines digitais são apresentadas em layout responsivo, da mesma forma em todos os canais de e-commerce e em todos os aparelhos e tamanhos de telas. Além de entregar as informações úteis sobre os benefícios e diferenciais dos produtos conforme as necessidades das indústrias, a martech coleta e fornece uma série de informações do que está acontecendo com a vitrine dentro dos e-commerces para as indústrias/marcas, o que é decisivo para futuras estratégias. Hoje eles estão trabalhando com mais de 300 marcas, entre elas Dove, Omo, Campari, Absolut, Oral B, e outras.

6- eXp

Presente em mais de 22 países, com 85 mil corretores, a eXp oferece diferenciais tecnológicos para uma experiência de alto nível e consolidou-se como a primeira  imobiliária a atuar no metaverso, dentro de uma plataforma imersiva baseada na nuvem chamada “eXp World”. Na prática, os corretores atuam normalmente como em um escritório real, porém no mundo digital. Como uma empresa de capital aberto, a eXp World Holdings oferece aos profissionais do setor imobiliário a oportunidade única de ganhar prêmios de ações por metas de produção e contribuições para o crescimento geral da empresa, com um conjunto completo de soluções de corretagem e tecnologia imobiliária. A corretora baseada na nuvem é movida pela Virbela, uma plataforma 3D imersiva que permite que os agentes estejam conectados globalmente.

7- Motz

A Motz é uma transportadora digital que agiliza e simplifica a jornada logística de caminhoneiros e embarcadores. Por meio de ferramentas tecnológicas, a empresa monitora e acompanha todo o processo de transporte das cargas. A loghtech foi criada em 2020 pela Votorantim Cimentos para realizar o transporte de cargas de fornecedores da cimenteira até suas fábricas. No entanto, os conteúdos se diversificaram e a atuação aumentou. Em 2021 a logtech transportou mais de 11 milhões de toneladas entre insumos, matérias-primas e produtos acabados. Foram mais de 300 mil viagens no último ano, registrando a média de 30 viagens a cada hora. Com gestão independente e autonomia administrativa, a Motz já está entre as maiores transportadoras digitais do Brasil, oferecendo segurança e solidez tanto para embarcadores, quanto para caminhoneiros.

8- Pontomais

A Pontomais é a HRTech líder em gestão de ponto online e referência em soluções completas para gestão de pessoas. Por meio de tecnologia proprietária, a startup oferece um sistema SaaS 100% integrado capaz de automatizar diversas atividades de RH em uma só plataforma, reunindo soluções para uma gestão completa dentro das organizações, indo desde a integração com múltiplas folhas de pagamento, gestão do relógio de ponto e diferentes formas de batida de ponto, até a produção de mais 25 relatórios, gestão de férias, folgas e escalas, além da gestão de benefícios em parceria com a VR Benefícios, que aportou a Pontomais. Com o surgimento em 2016, a startup tem o objetivo de usar a tecnologia a favor do RH, focando em otimizar o tempo dos gestores para que eles possam transformar as pessoas em histórias dentro das empresas e construir um RH cada vez mais estratégico. “Como uma HRTech, a nossa principal missão é desenvolver tecnologias que fazem sentido, não só pelo lucro, mas pela funcionalidade e impacto no setor de RH, principalmente neste momento de transformação do setor e desenvolvimento tecnológico do RH.” Explica Bruno Favari, Gerente de produtos na Pontomais.

9 – Minds Digital

A Minds Digital é a Voice IDtech pioneira em biometria de voz para identificação e prevenção de fraudes, no Brasil. Fundada em 2017, a empresa oferece soluções antifraudes com alto nível de confiança e agilidade na autenticação de pessoas, em diferentes canais. Com algoritmos próprios da IDtech, a inteligência artificial autentica a voz em até 1 segundo, uma fricção mínima na experiência do cliente. Desse modo, a Minds Digital já conseguiu prevenir mais de R$ 20 milhões em fraudes bancárias. Além disso, recebeu investimento-anjo para fomentar as áreas de produto, comercial e marketing da empresa, que tem colaboradores remotos e escritórios em São Paulo (SP) e Belo Horizonte (MG).

10- IdoLink

Fundada em 2021 por Diego Sampaio, Thomaz Gomes e Jonatan Prestini, a IdoLink é a plataforma completa para micro e pequenos empreendedores que estão iniciando as vendas digitalmente e desejam melhorar o contato com seus clientes e impulsionar as suas vendas de forma simples, instintiva e rápida. A empresa traz soluções como link na bio, criação de mini site/landing-page e plataforma de e-commerce, sendo a ferramenta ideal para venda online e offline. Com menos de dois anos no mercado, a empresa já conta com mais de 30 mil usuários cadastrados que movimentam até R$10 mil cada. Presente em todo o mundo em versão web, IOS e Android e disponível em três línguas diferentes, a IdoLink trabalha para mudar a vida dos empreendedores.

O post <strong>10 startups e empresas que criaram suas próprias tecnologia</strong> apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/11/07/10-startups-e-empresas-que-criaram-suas-proprias-tecnologia/feed/ 0
Investimentos em startups caem em outubro https://economiasp.com/2022/11/03/investimentos-em-startups-caem-em-outubro/ https://economiasp.com/2022/11/03/investimentos-em-startups-caem-em-outubro/#respond Thu, 03 Nov 2022 19:11:20 +0000 https://economiasp.com/?p=4858

As startups brasileiras tiveram em outubro o melhor resultado em captações de recursos desde junho deste ano, segundo dados do Inside Venture Capital da plataforma de inovação Distrito. No mês, foram levantados US$ 376,4 milhões em 54 rodadas, resultado bem abaixo do registrado no mesmo mês do ano passado, quando as startups levantaram US$ 924,8 […]

O post Investimentos em startups caem em outubro apareceu primeiro em Economia SP.

]]>

As startups brasileiras tiveram em outubro o melhor resultado em captações de recursos desde junho deste ano, segundo dados do Inside Venture Capital da plataforma de inovação Distrito.

No mês, foram levantados US$ 376,4 milhões em 54 rodadas, resultado bem abaixo do registrado no mesmo mês do ano passado, quando as startups levantaram US$ 924,8 milhões em 80 rodadas.

Nos dez primeiros meses deste ano, os investimentos atingiram US$ 4,1 bilhões, com 557 operações, comparados aos US$ 8 bilhões em 705 deals registrados no mesmo período do ano passado. 

“As startups ainda estão enfrentando um cenário adverso por conta da menor liquidez no mercado puxada pelo ciclo de alta de juros no mundo inteiro e o ajuste no valor de mercados das empresasa. Mas os números de outubro mostram que o mercado de venture capital no país é resiliente e que os investidores continuam encontrando boas oportunidades”, explica Gustavo Gierun, CEO e cofundador do Distrito.  

O destaque do mês ficou com as fintechs, que levantaram US$ 250,2 milhões em 18 rodadas. A Cerc, primeira registradora de recebíveis autorizada a operar pelo Banco Central, captou US$ 100 milhões em uma rodada Series C liderada pelo Mubadala, fundo soberano de Abu Dhabi, e que contou ainda com recursos do Valor Capital. Outra fintech, o bureau de crédito Quod, levantou US$ 80 milhões junto à LexisNexis Risk Solutions, empresa de avaliação de risco.  

FUSÕES E AQUISIÇÕES

Em outubro, houve 10 fusões e aquisições, o que indica estabilidade em relação às 11 operações de setembro e queda se comparado aos 30 M&As em outubro do ano passado.

A maior transação foi a compra de 75,1% da Isaac, que atua na gestão do fluxo financeiro de escolas, pela Arco Educação, dona dos sistemas de ensino COC, Ari de Sá e Dom Bosco, por US$ 150 milhões

O post Investimentos em startups caem em outubro apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/11/03/investimentos-em-startups-caem-em-outubro/feed/ 0
Startup polonesa vai investir R$ 3 milhões para expandir operação no BR https://economiasp.com/2022/10/31/startup-polonesa-vai-investir-r-3-milhoes-para-expandir-operacao-no-br/ https://economiasp.com/2022/10/31/startup-polonesa-vai-investir-r-3-milhoes-para-expandir-operacao-no-br/#respond Mon, 31 Oct 2022 13:35:15 +0000 https://economiasp.com/?p=4807

A startup polonesa edrone planeja investir mais de R$ 3 milhões para expandir a operação no Brasil no próximo ano. Especializada em automação de marketing e CRM para e-commerce, a empresa abriu uma filial em São José dos Campos, interior de São Paulo. A empresa atende 1,2 mil clientes em 25 países, sendo 200 clientes […]

O post Startup polonesa vai investir R$ 3 milhões para expandir operação no BR apareceu primeiro em Economia SP.

]]>

A startup polonesa edrone planeja investir mais de R$ 3 milhões para expandir a operação no Brasil no próximo ano.

Especializada em automação de marketing e CRM para e-commerce, a empresa abriu uma filial em São José dos Campos, interior de São Paulo.

A empresa atende 1,2 mil clientes em 25 países, sendo 200 clientes no Brasil, onde está conquistando o mercado de empresas de pequeno e médio porte, como Embelleze, Stanley e Lupo.

Os principais segmentos de atuação são lojas virtuais de moda e beleza, saúde, papelaria, utensílios para casa, infantil, entre outros.

Fundada por Michal Blak e Rahim Blak, a startup começou as operações no Brasil em 2018. Este ano, atingiu o total de US$ 4,7 milhões de faturamento.

No Brasil, as operações são coordenadas pelo Country Manager no Brasil e especialista em gestão de negócios internacionais, o brasileiro André Floriano.

“Como nosso foco é a centralidade do cliente, estamos em constante avanço na tecnologia. Somos pioneiros no desenvolvimento do uso de pesquisa por voz no e-commerce, mirando o mobile-first”, afirma.

Entre os produtos, oferece no Brasil soluções como customer intelligence, recuperação de carrinho abandonado, campanhas de venda cross e up selling, conteúdo segmentado de newsletter, recomendações personalizadas por inteligência artificial, programa de fidelidade, entre outros.  

INVESTIMENTO EM PESQUISA POR VOZ

A edrone é pioneira em pesquisa e desenvolvimento do sistema que permite que os clientes interajam com lojas virtuais usando a voz natural.

“Estamos testando a solução na Polônia e o resultado é impressionante. A assistente AVA (Assistente por Voz Autônomo) consegue compreender o comportamento do consumidor e guardar informações, o que garante uma resposta personalizada para cada cliente”, explica.

Para implementar o sistema no Brasil, a empresa analisa e estuda os hábitos dos consumidores por meio de dados para otimizar a ferramenta.

O post Startup polonesa vai investir R$ 3 milhões para expandir operação no BR apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/10/31/startup-polonesa-vai-investir-r-3-milhoes-para-expandir-operacao-no-br/feed/ 0
Startup muda de nome para iniciar expansão internacional https://economiasp.com/2022/10/31/startup-muda-de-nome-para-iniciar-expansao-internacional/ https://economiasp.com/2022/10/31/startup-muda-de-nome-para-iniciar-expansao-internacional/#respond Mon, 31 Oct 2022 11:05:11 +0000 https://economiasp.com/?p=4794

O conceito sobre trabalho está em constante transformação e o maior marketplace de espaços de trabalho da América Latina também. O BeerOrCoffee agora é Woba. Derivado do termo “Work-Life Balance” (vida profissional equilibrada), o novo nome marca uma virada no modelo de negócios: de plataforma que conecta profissionais e empresas para um ecossistema de soluções de […]

O post Startup muda de nome para iniciar expansão internacional apareceu primeiro em Economia SP.

]]>

O conceito sobre trabalho está em constante transformação e o maior marketplace de espaços de trabalho da América Latina também.

O BeerOrCoffee agora é Woba. Derivado do termo “Work-Life Balance” (vida profissional equilibrada), o novo nome marca uma virada no modelo de negócios: de plataforma que conecta profissionais e empresas para um ecossistema de soluções de escritórios.

Com mais de 1.500 mil espaços em 200 cidades do país, a plataforma se consolida ao facilitar o acesso flexível e sob demanda a espaços de trabalho para diferentes usos como escritórios, espaços para eventos ou reuniões.

Roberta Vasconcellos, CEO e co-fundadora da empresa, destaca que a mudança  da marca tem o objetivo de acompanhar as atualizações e as transformações do setor de atuação:

“Na sua criação, o BeerOrCoffee tinha o propósito de facilitar conexões. Nossos usuários tinham em suas mãos o poder de encontrar outras pessoas, pares, mentores ou parceiros e os convidarem para um bate-papo, com um café ou cerveja. Em 2017 percebemos que os espaços de coworking eram os pólos dessa conexão e pivotamos para um modelo de conectar pessoas e empresas aos melhores espaços de trabalho do Brasil. Porém, com base nos acontecimentos dos últimos anos e seus impactos no mercado, principalmente, com o aumento da flexibilização do trabalho, entendemos que nossas soluções e serviços entregam muito mais do que a marca BeerOrCoffee conseguia carregar e, por isso, foi necessário atualizar”.

Funcionários passaram a exigir um modelo de trabalho flexível e empresas tiveram de se adaptar, a Woba esteve por perto de muitas que optaram por essa transição, como iFood, Gupy e Stellantis, por exemplo.

“Percebemos que nossa marca vai além do que inicialmente nos propusemos a fazer. Foi necessário adequar nossa mensagem para este novo mercado e o novo perfil do cliente para transparecer todo o escopo do que oferecemos em nossas soluções e atendimento”, afirma.

Fundada em 2017, em Belo Horizonte, e desde o início de sua operação, levantou R$ 8 milhões de capital inicial com Kees Koolen, o cofundador do Booking.com, em 2018, e R$ 55 milhões na Séries A com Kaszek e Valor Capital, no ano passado.

O post Startup muda de nome para iniciar expansão internacional apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/10/31/startup-muda-de-nome-para-iniciar-expansao-internacional/feed/ 0
Let’s Bora: startup de viagens promove roteiros personalizados e transaciona mais de R$ 1 milhão https://economiasp.com/2022/10/28/lets-bora-startup-de-viagens-promove-roteiros-personalizados-e-transaciona-mais-de-r-1-milhao/ https://economiasp.com/2022/10/28/lets-bora-startup-de-viagens-promove-roteiros-personalizados-e-transaciona-mais-de-r-1-milhao/#respond Fri, 28 Oct 2022 18:55:49 +0000 https://economiasp.com/?p=4758 lets-bora

Após um longo período de privação social e incertezas, o mundo vive um novo jeito de viajar. Com esse objetivo surgiu o Let’s Bora, startup de viagens que elabora roteiros personalizados focados em destinos exclusivos e fora das rotas tradicionais. A proposta da empresa, criada em meio a pandemia, fez com que a startup registrasse […]

O post Let’s Bora: startup de viagens promove roteiros personalizados e transaciona mais de R$ 1 milhão apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
lets-bora

Após um longo período de privação social e incertezas, o mundo vive um novo jeito de viajar. Com esse objetivo surgiu o Let’s Bora, startup de viagens que elabora roteiros personalizados focados em destinos exclusivos e fora das rotas tradicionais.

A proposta da empresa, criada em meio a pandemia, fez com que a startup registrasse um crescimento de 14 vezes em faturamento e receita, transacionando mais de R$ 1 milhão em vendas apenas no primeiro ano de operação.

“Entregamos experiências únicas para os usuários enquanto geramos novos negócios para nossos parceiros locais, seguindo um conceito de trabalho conectado às mudanças na indústria do turismo, que se direciona pelo senso de comunidade e foca em destinos fora das rotas mais tradicionais”, explica Babi Braz, fundadora da Let’s Bora

A Let’s Bora está expandindo os negócios e já contempla roteiros para Malta e México, assim como a África do Sul. A plataforma ajuda brasileiros a irem para o exterior por meio de pacotes de viagem alinhados com educação, projetos sociais e atividades de turismo.

Entre os três grupos de consumidores da startup, 95% do público é composto por mulheres, independente da faixa etária.

O post Let’s Bora: startup de viagens promove roteiros personalizados e transaciona mais de R$ 1 milhão apareceu primeiro em Economia SP.

]]>
https://economiasp.com/2022/10/28/lets-bora-startup-de-viagens-promove-roteiros-personalizados-e-transaciona-mais-de-r-1-milhao/feed/ 0