Siga nas redes sociais

Search
Foto: divulgação.

O que transforma uma cidade em smart city?

Tania Gomes

Tania Gomes

Diretora de inovação do hub de open innovation Ibrawork.

O rápido avanço da tecnologia está remodelando nossas vidas diárias e, por extensão, a forma como interagimos com nossos ambientes urbanos. O conceito de smart city (cidade inteligente) surge como uma resposta inovadora para enfrentar os desafios crescentes das áreas urbanas. Mas afinal, o que realmente transforma uma cidade em uma smart city?

Nada mais do que uma cidade que integra tecnologias avançadas para aprimorar a qualidade de vida dos cidadãos, otimizar a eficiência dos serviços urbanos e impulsionar o desenvolvimento sustentável, em uma Smart City, os recursos são gerenciados de maneira eficiente e as infraestruturas são conectadas para melhorar a experiência de quem vive nela.

Além disso, as também chamadas “cidades inteligentes” têm como alguns de seus pilares a eficiência energética, a promoção de qualidade de vida e a preocupação com sustentabilidade ambiental, social e econômica. Trata-se de um conceito que é a resposta para desafios dessa era, como os problemas ambientais e o crescimento expressivo da população urbana.

Para se ter uma ideia, estatísticas da Organização das Nações Unidas (ONU) indicam que, até 2050, mais de 70% da população mundial viverá em complexos urbanos. Assim, as smart cities se transformam em uma solução para atender à demanda populacional sem deixar de lado o desenvolvimento socioeconômico e a preservação ambiental.

Já na parte de governança eletrônica, é fundamental envolver os cidadãos no processo de tomada de decisões. Plataformas digitais permitem que os residentes participem ativamente, compartilhando ideias, relatórios e feedback sobre questões urbanas. Isso não apenas promove a transparência, mas também fortalece o senso de comunidade.

Transformar uma cidade em uma Smart City é um processo multifacetado que requer a colaboração de governos, empresas, comunidades e cidadãos. Ao integrar tecnologias avançadas com uma abordagem centrada nas necessidades das pessoas, as Smart Cities têm o potencial de criar ambientes urbanos mais eficientes, sustentáveis e inclusivos, moldando o futuro das sociedades urbanas em todo o mundo.

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Smart cities: como as cidades enfrentarão os grandes desafios deste século?

Inteligência na rotina das cidades depende de melhorar legislação

A inovação aberta no setor público e o impacto das startups

Receba notícias no seu e-mail