Uma nova mentalidade para entender a inadimplência

O cenário brasileiro de inadimplência é complexo e, dentro de uma perspectiva econômica, gera preocupações diversas. Segundo dados divulgados pela Serasa Experian, em junho deste ano, a inadimplência bateu recorde com quase 67 milhões de consumidores com o nome negativado. Em comparação a janeiro do mesmo ano, este número cresceu em mais de 2 milhões de pessoas.

A inadimplência costuma ser um assunto delicado a todos que lidam com ela. Os profissionais dos departamentos de contas a receber das empresas observam atrasos de pagamentos de seus clientes, e buscam empregar abordagens bem-sucedidas, de modo a minimizar os embates diretos na recuperação de créditos. Neste contexto, os profissionais lançam mão de artifícios que aprimoram a relação com os clientes e proporcionam soluções equilibradas aos dois lados.

O primeiro passo para lidar com a inadimplência é entender o que motivou o não cumprimento das obrigações financeiras, e devem ser considerados os fatores diretamente associados à situação dos clientes e os fatores externos que impactam a economia e as famílias, como conflitos militares, pandemias e questões sociais.

A inovação precisa ser levada em consideração

Ao longo dos últimos anos, muito se discutiu sobre a influência da educação financeira do consumidor, como justificativa para o avanço da inadimplência. Mas qual é o papel a ser cumprido pelas empresas neste contexto?

Os profissionais do setor precisam compreender a realidade dos inadimplentes. Para tanto, as empresas precisam investir recursos que aprimorem a rotina destes profissionais, para que eles tenham todas as informações organizadas, centralizadas e acessíveis para ajudar os clientes. Afinal, como é possível sentir segurança ao tomar decisões em variadas situações se as informações são escassas, desorganizadas ou até mesmo inexistentes?

Atualmente, existem ferramentas tecnológicas que auxiliam operações cotidianas do setor financeiro, oferecendo, além de aprimoramentos estruturais, um novo olhar sobre o relacionamento com os clientes, favorecendo a aproximação das partes e o sucesso das interações.

Pelo emprego de tecnologia, é possível automatizar fluxos de dados, integrar etapas operacionais e criar o dinamismo necessário no departamento para amplificar a inteligência analítica, respaldando profissionais na condução do relacionamento com o cliente. É assim que se cria a base para a melhor experiência ao cliente na jornada financeira.

Entendendo a inadimplência pela mentalidade de que é necessária uma visão mais abrangente da questão, não olhando apenas a responsabilidade dos clientes, mas também das empresas, será mais fácil superar os desafios diários nos departamentos de contas a receber e ajudar os clientes na solução de seus problemas.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais